Autor: Sílvio Bernardes

Histórias pra boi dormir

Conheci um sujeito que escondia dinheiro debaixo do colchão. Era muito dinheiro. Notas novas e usadas eram depositadas constantemente sob a alcova e aquele homem sorria calado ante sua fortuna que poucos sabiam existir  e a que somente ele tinha...

Folia de Reis

“Barre a casa, sá Maria/ Zeca, enfeita o terreiro/ Pra receber a folia do divino padroeiro./ Senhore, dono da casa/ evém chegando a folia/ vem beijá a nossa bandeira e escutá a cantoria.” (Autor desconhecido) Durante todo o mês de...

Valentões

“Chegou eufórico/ pisando em nuvens/ e disse que estava comendo água/ não tinha medo de homem/ e pediu mais uma pra comemorar”. (autor desconhecido) O valentão da música de Dorival Caymmi, cuja lembrança nos é mais presente na voz de...

Comeu com angu

Com esse tempinho de chuva a comida de angu é uma excelente pedida. E angu vai muito bem com frango e quiabo, com carne moída e abobrinha, com couve, com arroz e, claro, com feijão. Dizem os mais velhos que...

Calor, hem Osório?

O título aí de cima era uma fala constante do homem do rádio, conhecido por Mineirinho – que comandou por muito tempo o programa vespertino: “Tarde Sertaneja”, na Rádio Clube de Itaúna. “Calor, hem Osório?”, perguntava ele nas ondas curtas...

O homem da caixa de papelão

Conheço um homem, um old man, que anda pelas ruas da cidade carregando uma caixa de papelão. Usa um chinelo de borracha –  que uma marca famosa tomou como legítimas sandálias –  e suas roupas são sujas. Os pés, eu...

Catiras e catireiros

Não existem mais catireiros – não falo dos dançadores de catira, o que digo é sobre os fazedores de catira, os barganhadores, os negociantes de trocas. No meu tempo de menino, a gente falava “berganha” ou “breganha”, para denominar aqueles...